Páginas

segunda-feira, 28 de março de 2011

Exercicío físico e sua memória

É inegável os benefícios de execícios físicos para a saúde, estamos na era do corpo, temos academias pra todo lado, gente corredo nos parques e pra todo canto. Porém, as vezes negligenciamos o benefícios gerados a nossa mente e eles são muitos.
    Podemos citar alguns como a liberação de extress diário, diminuição da possibilidade de depressão, aumento da plasticidade cerebral e capacidade de aprendizagem e memória. O Exercício aumenta o volume de massa cinzenta em regiões relacionadas a memória e estimula a criação de novas conexões sinapticas, o que é muito importante para o processo de memorização. Além de liberar serotonina fazendo nos sentir mais calmos e relaxados, estados que favorecem o aprendizado. Sem contar é claro que não é nada mal ter um bom estado de saúde uma boa aparência física.

Tipos de memória

  Há dois tipos de memória a de curto prazo e a de longo prazo. A memória de curto prazo é a que usamos para memorizar coisas por um curto período de tempo, dura alguns segundos ou minutos as vezes horas. Já a memória de longo prazo permanece por horas ou anos.
    Conforme atribuímos importância a uma determinada informação ela tende a ser retida pela memoria de longo prazo. Repetição também ajuda no processo de retenção é por isso que estudar demasiadamente determinado assunto ajuda na hora da prova.
     Além disso ela se apresenta de duas outras formas, explícita e implicitamente. A primeira refere-se ao conteúdo acessado conscientemente a outra àquele resgatado de forma inconsciente ou automáticos como, dirigir e andar de bicicleta.
    Existem também vários outros tipos mais específicos de memória. Para citar alguns exemplos temos:
Memória de trabalho
Usada para executar tarefas como guardar números de telefone antes de digitá-los por exemplo.
Memória sensorial
Está relacionada aos sentidos, visão, tato, olfato.
Memória de procedimento
Permite realizar tarefas complexas mesmo que inconscientemente, adquire-se através da padronização ou repetição de determinada atividade ex.: digitar sem olhar no teclado.
Memória de conhecimento
Geralmente de longo prazo, refere-se a conhecimento acumulado como de escola, universidade, trabalho e etc.

Memória e lazer

     Em outro artigo comentamos sobre o fato de que os estados de relaxamento e de calma colaboram para uma melhor memorização. Isso se torna mais útil quando observamos que o ritmo do século XXI faz com que deixemos pouco ou nenhum espaço para a diversão e o lazer. Mas aqui vai a boa notícia jogos em geral como xadrez, damas e palavras cruzadas além de exercitar a mente melhoram a capacidade de atenção essencial para a memória e para o processo de apredizagem.
    O mesmo vale para outras atividades como: ler, jogar video game, tocar um instrumento ou ouvr música, principalmente clássica. Isso não é nada mal para quem precisa relaxar um pouco em razão da rotina cansativa ou até mesmo para você usar de desculpa quando sua mãe vier dizendo que jogar video game ou tocar seu violão não da futuro. Sem contar que algumas dessas atividades podem  exigir companhia o que faz com que você mantenha sua vida social  saudável.
    Pense em como faz bem juntar alguns amigos ou a família para demonstrar seus dotes artísticos em frente a um karaoke. Se não é bom cantor talvez pudesse chamá-los para uma partidinha de cartas ou ainda desenterrar seu Banco Imobiliário e passar horas se divertindo no domingo a tarde.
    Agora que você descobriu ou se lembrou dos benefícios da diversão para sua mente. Tem bons motivos para reservar um pouco do seu dia para ler aquele seu livro emperrado ha anos ou para jogar um jogar aquele seu jogo preferido de vez em quando.